25jul 2015

Criança quer brincar!

Post por às em Brincadeiras, Educação, Filhos

O que quer uma criança?! Pergunte a uma delas, a qualquer hora do dia, e com certeza ela irá lhe responder: BRINCAR! Criança quer brincar, precisa brincar e deve brincar! É desta forma que elas aprendem sobre o mundo ao seu redor; que compreendem sua individualidade e formam sua personalidade.

Brincar é elemento essencial para proporcionar uma vida saudável para nossas crianças. É tão importante, que existe uma lei que garante este direito a todas elas. Juridicamente, ele é garantido pela Declaração Universal dos Direitos Humanos (1948) que estabelece em seu artigo 24 “o direito ao repouso e ao lazer”.

A Declaração dos Direitos da Criança (1959), em seus artigos 4 e 7, confere aos meninos e meninas o “direito à alimentação, à recreação, à assistência médica” e a “ampla oportunidade de brincar e se divertir”. Mais recentemente, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), em seu artigo 16, estabelece o direito a “brincar, praticar esportes e divertir-se”.

criancaquerbrincar

As leis, portanto, existem. Falta à sociedade, ao adulto, reconhecer e estimular o brincar como um elemento vital, para um desenvolvimento pleno e saudável das crianças. Tão vital quanto é comer e dormir, é o brincar para uma criança! Sem o brincar o que ela se torna? Um adulto. Uma criança, até certa idade se ocupa somente do brincar. Esta é uma das grandes marcas que diferem um adulto de uma criança.

Hoje em dia, as crianças vivem em um mundo tecnológico, bem diferente do que eu e você vivemos. A tecnologia está se fazendo presente, cada vez mais cedo na vida das crianças: os pais presenteiam seus filhos de quatro, cinco anos de idade com um vídeo game de última geração, com um tablet, celular e afins.

Desta maneira, as crianças brincam e se divertem atualmente. Geralmente enquanto estão no vídeo game e no tablet, encontram-se sentadas no sofá e pouco movimentam seus corpos. Acabam isolando-se socialmente e ficando propensos a uma vida sedentária e individualista.

#criançaquerbrincar

Quando brincamos de pega-pega, de correr, ou de qualquer outra brincadeira, que não a tecnológica, os pequenos têm a oportunidade de movimentar seus corpos, descobrir-se, criando uma consciência corporal. Também socializam-se com outros brincantes e existe uma troca entre eles. Desenvolvem a imaginação, criatividade e a ludicidade. O que já não ocorre em sua maioria com brincadeiras tecnológicas.

As crianças precisam gastar energia, se mexer, correr, para desenvolver os seus corpos e ter uma vida mais saudável. Precisam socializar-se, interagir com os seus pais, com sua família, pois é através do outro que temos consciência de nós mesmos. Se não existisse o outro, isso não seria possível, o ser humano é por natureza um ser social.

Por este motivo vamos incentivar cada vez mais que nossas crianças brinquem! Este artigo é parte do e-book do qual desenvolvi que chama-se Educação Criativa- É Brincando Que se Ensina. Se você gostou e pretende se interar mais sobre o tema clique aqui e adquira já o seu. Tenho certeza que será transformador para você e sua família.

Beijos Maternos, Liri

 

 

 

 

comentário(s) via facebook