25mar 2015

Por favor, tire o seu conceito do meu filho!

Post por às em Cuidados, Filhos, Saúde

Aproveitando que no post anterior falei aqui na Estação Materna, sobre os conceitos do azul para meninos e do rosa para meninas; agora vou falar sobre os rótulos que as outras pessoas colocam nos nossos filhos. Existe muita gente ao nosso redor, que faz isso. Costumam dizer que nossos pequenos estão gordos demais, muito magros, ou isso e aquilo… E muitas vezes, acabamos nos sentindo culpadas e frustradas com esses tipos de comentários.

Começamos a acreditar realmente, que nosso filho está muito gordo ou magro demais, e desta forma, achamos que não estamos sendo tão boa mãe quanto pensávamos ser e por aí vai… Começamos a nos cobrar e culpabilizar demais e aqueles conceitos das pessoas que nomearam o nosso filho, começam a ganhar força e a martelar na nossa cabeça e na nossa vida…

Eu mesma já passei por isso e sei como é horrível passar por algo assim! Quando meu primogênito ainda  era bebê, um amigo meu me disse que achava que ele estava muito “magrinho” e que criança fofa “deveria” ser gordinha. Deveria? Como assim?????

No momento em que ele me disse aquilo, eu me senti tão mal, comecei a achar que meu filho não era bonito, que talvez não estivesse muito saudável, dentre outras coisas. Só que na verdade, estava tudo ótimo com meu filho! A pediatra sempre disse que seu peso estava normal, que estava bem saudável e não tinha porque me preocupar.

Só que meu filho, nunca foi do tipo bebê gordinho, fofinho e cheio de dobrinhas. E nem era muito magro também. Tinha um peso normal e adequado. Não sei porque as pessoas acham que bebê “bonito”, fofo e saudável, tem que ser mais cheinho.

Na verdade isso é um rótulo ridículo, preconceituoso e desinformado. Bebê gordinho nem sempre é sinônimo de saudável, assim como o contrário, não quer dizer que não esteja. Estudos recentes mostram que  bebês muito “rechonchudos”  tem mais chances de sofrer com obesidade e doenças cardiovasculares no futuro.

Se o bebê é mais gordinho, não significa necessariamente que isso vá acontecer. Calma! rsss O mais importante, é cuidar da alimentação do pequeno e fazer sempre o acompanhamento correto com o pediatra, para verificar o desenvolvimento dos nossos bebês. Existem também crianças que tem o biotipo mais magro e outros mais gordinhos. Outras são mais altas, outras mais baixas. Ninguém é igual! Somos diferentes! Iguais nas diferenças! Existe uma coisa chamada genética, biotipo da criança, que muitos não compreendem… Mas, voltando ao assunto dos conceitos e dos rótulos, eu fico impressionada de verdade, como as pessoas querem nos enquadrar dentro de seus conceitos furados de: bonito, feio, saudável, a todo custo.

tireoseuconceitodomeufilho

ASSINE A NEWSLETTER E RECEBA OS PRÓXIMOS POSTS SOBRE O ASSUNTO. SIGA TAMBÉM A ESTAÇÃO MATERNA NAS REDES SOCIAIS:

 

Com a minha segunda filha, achei que escaparia desses velhos conceitos, mas que nada! Ninguém está infelizmente livre disso, (risos). A Lorena, não é do tipo gorda também, é um bebê, extremamente saudável, mas já ouvi também comentários e absurdos que talvez meu leite não estivesse sustentando a minha filha!

Isso é um mito, uma falta de desinformação tremenda, não existe leite fraco! Essa é uma informação da própria OMS (Organização mundial da saúde). Não sou eu quem estou afirmando isto; é uma comprovação científica. Bom, com relação a tudo isso, não me sinto mais culpada e atingida com esses conceitos, como com o primeiro filho, mas o que dói de verdade é ver tanta gente desinformada e sem noção!

E o pior é que elas acham que sabem realmente o que devemos fazer com nossos próprios filhos. O que eu tenho a dizer para você, quando passar por uma situação dessas é: não se preocupe com isso, com rótulos que não tem fundamento e são ultrapassados. Não deixe que as pessoas ditem como o seu filho deve ser!

Pra mim, bebê lindo é bebê feliz, amado e saudável! Não importa se a criança é gordinha, mais magra, alta ou baixa! E o problema não está com os bebês e crianças, o problema está nas pessoas que insistem nesses rótulos ultrapassados! Cada pequeno é lindo do jeito que é! Quem aí  já passou por isso também e quer compartilhar com a gente? Conte a sua história para nós, através dos comentários aí abaixo!

Beijos Maternos, Liri ♥

comentário(s) via facebook

5 comentários deixe um →

  1. juçara

    Eu já ouvi as duas coisas , meu filho agora com 12 anos sempre foi magrinho , mesmo comendo bem , quando era bebê também ouvia muita coisa do tipo que estava magro , insistência da mae e sograa para dar maizena ( que acabei cedendo de tao nervosa que fiquei ) , agora tenho uma bebê de 7 meses , e está com 10,500 !, e agora me falam que esta gorda , e escuto coisas do tipo ,o que estou dando pra ela comer …inclusive o que vc escreveu , que bebê gordinho não e sinônimo de saúde e que ela é obesa ..fico muito mal com isso pois ela sempre foi gordinha e não faço nada para ela ser assim , é realmente muito ruim ..e garanto a vc que não é só mães de bebês magros que sofrem com isso. quando entro em lugares. com ela e tem outros bebes mais magros as próprias mães me olham torto…

    Responder
    • materna

      Não se preocupe com esses comentários Juçara, porque na verdade as pessoas sempre vão falar coisas para você, pensando que estão ajudando, mas na verdade desta forma pouco ajudam. Já que na grande maioria das vezes, esses comentários são sem fundamento, como falei no post. A mãe deve sempre estar conectada com seu filho e assim vai saber se existe algo errado, independente se está mais gordo ou mais magro. Procure se conectar com sua bebê sempre. Nas consultas com o pediatra, ele irá lhe dizer se está tudo certo com seu bebê, o que eu tenho certeza que sim. Não ligue para olhares e nem comentários, pois só você sabe e conhece sua filha melhor que ninguém, afinal ela veio de você! Beijos Maternos

      Responder
  2. milena

    Vivo ouvindo que meu filho esta magro coisa e tal, teve uma epoca que fiquei encucada! É horrível… meufilho é saudavel inteligente e hoje nao to jem ai paracesses comentários maldosos.

    Responder
    • Liri Bauer

      Que bom que você já sabe, como lidar com esses pitacos fora de hora, Milena rsss
      Beijos Maternos

      Responder
  3. Lyvia

    Estou passando por isso…tenho 3 filhos, e os dois primeiros eram gordinhos quando bebes, ja o ultimo nao e magro, tem o peso ideal, mas pelo fato de ter uma outra bebe que na familia que e beeem gordinha (com 5 meses ja tinha 10kg), ficam me precionando e comparando a crianca ( odeio comparacoes!!) So pq o bebe era mais magro que ela com 5 meses tinha 7.900 gs…fico muito triste e chateada quando fazem comparacoes!! Ninguem e obrigado a ser igual e ninguem e melhor do q ninguem e ponto!!!

    Responder