16mar 2015

Vantagens da amamentação por livre demanda

Muito se fala e se conhece, sobre os benefícios da amamentação. Porém, a amamentação por livre demanda, ainda é bastante desconhecida pela maioria das pessoas. Eu mesma, a desconhecia, até engravidar do segundo filho. Quando amamentei meu filho mais velho, as recomendações que recebi dos profissionais de saúde sobre a amamentação, foram bem diferentes das que obtive na segunda gestação.

A orientação que me foi fornecida, sobre a amamentação com o primeiro filho foi a seguinte: Que eu deveria amamentar meu filho de três em três horas. Ou seja, calculava-se em média esse tempo, entre uma mamada e outra. Já com o segundo filho, a recomendação foi que eu deveria amamentar com livre demanda. Isto é, eu deveria amamentar o meu bebê livremente, sem horários estipulados, todas as vezes que ele quisesse.

Passei pelas duas experiências e sem sombra de dúvidas que a orientação que eu recebi da segunda vez foi muito melhor; tanto para para mim, quanto para minha filha. A amamentação em livre demanda, me proporcionou uma experiência muito mais agradável e trouxe diversas vantagens na maneira de vivenciar a maternagem.

Com a amamentação de “hora marcada”, eu sentia muitas dores nos seios, que ficavam muito cheios de leite e “empedravam”, o que me dificultava a ter uma melhor experiência com a amamentação. O meu filho também era prejudicado, pois com os seios “muito cheios” ele tinha dificuldades na hora de sugar o leite.

Já com a amamentação em livre demanda, nem eu e nem minha filha, sentimos essas dificuldades. Como o leite é oferecido ao bebê, todas as vezes que ele sente necessidade, o bebê vai sugar mais e as mamas irão esvaziar mais facilmente. Evitando desta maneira, as dores e desconfortos que são causados, quando os seios estão muito cheios de leite. Vai evitar também que se tenha que fazer a auto-ordenha antes de amamentar para facilitar a pega do bebê.

#amamentacaosoblivredemanda

A amamentação por livre demanda, aumenta em grande parcela o vínculo mãe/bebê, já que o contato entre ambos é maior. O bebê fica muito menos estressado, fica mais calmo, sente-se acarinhado, protegido, afagado e amado. Um bebê que mama a livre demanda, dificilmente irá apresentar sinais de cólicas e otites. Outra vantagem é que quanto mais o bebê mamar, mais leite a mãe vai ter! Não é maravilhoso?!

Como eu queria ter proporcionado essa experiência toda para meu primeiro filho. Mas como não podemos mudar o passado, o importante é que podemos modificar o presente. Acredito também que se eu não tivesse passado pelas duas experiências, talvez não soubesse a real importância da amamentação a livre demanda. É amor demais!!!

Fico feliz também em saber que agora, o olhar dos profissionais da saúde, perante a amamentação está se modificando e se tornando um pouco mais humano. Propiciando uma amamentação mais amorosa, para mães e bebês. Que bom saber que a amamentação de “hora em hora”, está ficando com seus dias contados. Assim esperamos e que assim seja! Gravei um vídeo também, sobre esse tema para o canal do You Tube! Confira abaixo e não esquece de curtir se gostar, compartilhar com as amigas e se inscrever no canal, para acompanhar os próximos vídeos e todas as novidades! Beijos maternos, Liri ♥

comentário(s) via facebook